Focado em sua preparação Victor parte para o desafio do Super Kart Brasil 10, que será realizado no Kartódromo Internacional da Aldeia da Serra durante o próximo final de semana. Com o regulamento KZ2, o mesmo da Europa, os melhores pilotos do Brasil estarão no evento. Muitas premiações e grandes oportunidades para piloto e equipe mostrar seu potencial, será ótimo em termos de experiência para Victor. Serão quatro (4) corridas durante o sábado e domingo, assim teremos 4 largadas para Victor ajustar seu equipamento e o ponto certo de largada. Imagem

 

Imagem

 

Os treinos oficiais começam amanhã e estaremos com o máximo das nossas forças, graças ao apoio das empresas Medabil, Cimax, Terram, Olhadela e Alma Lavada.

Imagem

Incrível a abertura da Copa São Paulo da Granja Viana 2013, novas categorias, novo formato e para nosso piloto uma categoria nova com carro novo e configuração nunca testada por ele.

Inciamos com os treinos da quarta-feira ainda com motor que utilizamos em nossos treinos para reconhecimento de pista e alguns ajustes.

ImagemNa quinta-feira com pneus novos e motor de corrida com a preparação do Tche (mesmo preparador do Ayrton Senna) tivemos a grata surpresa de fazer o 9º (nono) tempo entre os 25 karts que estavam na pista. Nada mal para quem nunca tinha competido na categoria.

Vários ajustes foram feitos para o treino de sexta e veio a confirmação do ótimo desempenho do nosso piloto, confirmando o 3º (terceiro) tempo entre as 25 feras que estavam na pista, surpreendendo até o nosso chefe de equipe, Ari Salgado. 

ImagemTudo ajustado para a tomada de tempo e com a esperança do bom desempenho, chegou a chuva na Granja Viana, onde não se enxergava 15 metros a frente devido ao volume de água. Novo desafio, tomada de tempo na chuva com um kart que nunca havia andado na chuva, Victor crava o 4º (quarto) tempo e confirma que na chuva ou no seco as coisas estavam muito bem ajustadas. Mas um detalhe muito importante, como Victor é principiante ele corre pela categoria Graduados Rookie, então havia feito a pole dentro do grid geral.

ImagemImagemImagemImagem

 

Bem então no sábado a corrida com as feras começou as 12h45 com um tempo nublado e com algumas pequenas gotas na pista. Novamente mais um desafio largar parado já que em todos as categorias que correu largou em movimento. Desta vez nosso piloto errou a largada caindo para trás no grid, seguro do seu desempenho Victor mostrou seu talento ultrapassando piloto a piloto até que na volta 15 bateu com outro piloto que iria levar uma ultrapassagem por fora e não se conteve e em um golpe só Victor estava na grama. Voltando a corrida ainda finalizou a corrida em 4º (quarto) na sua categoria (Graduados Rookie).

Imagem

 

Alguns pontos positivos temos que ressaltar :

1. Estar competitivo entre os ponteiros da categoria máxima do kartismo brasileiro foi o maior troféu que poderia levar

2. Que os equipamentos estão bem ajustados e são competitivos.

3. Que o aprendizado de Victor ao longo da sua carreira demonstra preocupação com a sua formação

Pontos de atenção

1. Que os desafios serão maiores do que pensamos

2. Que o talento já se tem agora precisamos ter experiência

3. E que a corrida é ganha com paciência e persistência.

Aqui necessitamos registrar nossos agradecimentos, primeiramente aos nossos patrocinadores as empresas Medabil, Cimax, Terram, Olhadela, Alma Lavada e Anglo.

Aos nossos parceiros a Tchê Motorsport e ao Ari Salgado dono da equipe Ari Racing e que estamos a 6 anos, ainda ao nosso amigo e incentivador Jefferson Tagliapietra.

 

 

.

 

 

 

A partir das 11hs de hoje (20.02.2013) começa o primeiro treino oficial da categoria Shifter, completamente nova para Victor Miranda, com marcha (6), freio na frente, com 100 kg de peso e com os melhores pilotos disponíveis no mercado brasileiro. Este é o mais desafio e que aqui informaremos os detalhes.

20130220-084256 AM.jpg

ImagemAs lições não param e o ritmo é intenso. Desta vez foi no Autódromo Internacional de Guaporé, que diga-se de passagem é extremamente bem cuidado, em sua infraestrutura, pista, resgate e todos os cuidados que um autódromo deve ter. Localizado na serra gaucha e a aproximadamente 210 quilômetros de Porto Alegre, em uma cidade pequena e municipal, eis uma lição que as coisas no Brasil podem ser feitas sim, mas voltemos ao treino.

Imagem

Os treinos desta vez começaram na sexta-feira após ao meio dia e ainda com os pneus do último treino Victor Miranda seguiu com seu carro para o reconhecimento da pista e virou em 15 voltas 1´19″02 mas logo sua caixa de marchas apresentou problemas. Uma pausa para o ajuste, chuva aliás bastante chuva. Aproximadamente 1h30 antes de encerrar o treino a pista secou e Victor foi com o carro reserva para pista, pegar o traçado e “hora de pista”.

Imagem

Chegou sábado e a equipe passou a parte da noite ajustando o cambio para o início dos treinos na manhã. Assim foi, mas algumas voltas depois o carro apresentou o mesmo problema. Carro reserva na pista e reconhecimento e ajustes, e cada vez mais rápido quando Victor cravou 1’18’2, o mais rápido naquele momento e ainda com os pneus usados, bateu na curva do túnel. O piloto nada sofreu provando que os carros são seguros, mas não posso dizer o mesmo do carro do nosso amigo Eduardo Satti da equipe Nafta Motorsport, batendo de frente, bico, asas, parte do chassis e etc foram destruídos. Para o box a equipe tratou de resolver o problema de caixa do carro titular e colocar Victor na pista, mas não era o dia, o carro perdia rendimento demais e ainda falhava, problemas estes que não existiam. Assim várias lições foram aprendidas ao piloto e equipe, esta que trabalhou constantemente possibilitando o melhor para nosso piloto. Abaixo segue o vídeo da cobertura do programa Curva do S onde Victor aparece guiando, com destaque aos seus patrocinadores.

%d blogueiros gostam disto: